Catalogação

O que é catalogação na fonte? Descubra sua importância

A catalogação na fonte é o processo de criação da ficha catalográfica. Em outras palavras, é o esforço intelectual do bibliotecário durante o processo de elaboração das fichas catalográficas. Normalmente fica localizada no verso da folha de rosto dos livros. A catalogação na fonte também é conhecida como catalogação na publicação.

Nosso blog possui muitas informações que explicam o que são as fichas catalográficas. Nesse artigo, nos atentaremos ao processo de catalogação na fonte.

Como funciona a catalogação na fonte?

O resultado da catalogação na fonte é a ficha catalográfica. Comumente, esse processo ocorre diariamente, sempre que um livro é publicado no Brasil. Mas, não pense que apenas os livros recebem a ficha catalográfica, decorrente do processo de catalogação na fonte, trabalhos de conclusão de curso de universidades e escolas de ensino superior também necessitam passar por esse processo.

Para a catalogação na fonte estar correta, o bibliotecário utiliza-se de conhecimentos adquiridos durante o curso de graduação de Biblioteconomia. São instrumentos de trabalho dos bibliotecários normas e manuais da área como o Código de Catalogação Anglo-Americano.

O mercado editorial latino americano atentou pela necessidade da catalogação na fonte nos livros por volta do ano de 1971. No Brasil, a catalogação na fonte tornou-se obrigatória em meados de 1970. Durante o Encontro de Editores e Livreiros, surgiram as primeiras agências catalogadoras do país: a Câmara Brasileira do Livro e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros.

Quais dados são necessários para se catalogar um livro?

Para que o livro seja catalogado corretamente é necessário identificar alguns elementos pré-textuais e de responsabilidade. Exemplos:

  1. Nome do autor;
  2. Título e subtítulo do livro;
  3. Ano de publicação;
  4. Quantidade de páginas;
  5. Cidade;
  6. Assuntos, por volta de 3 a 4.

As agências catalogadoras normalmente entregam as fichas catalográficas em 3 dias úteis. A eDOC BRASIL atualmente entrega as fichas catalográficas produzidas em até 24 horas.

Catalogação na fonte = Ficha catalográfica

Catalogação na fonte e ficha catalográfica

Ter conhecimento sobre ficha catalográfica facilita o controle bibliográfico no país. Em nosso site, você tem maiores informações a respeito desse processo tão importante, seja para autores mais experientes ou não.

Ao acompanhar nosso site, você também terá informações necessárias a respeito do registro de ISBN, para que você possa registrar seu livro dentro da lei.

Seguir as leis, nos ajuda a evitar possíveis transtornos com multas. Por isso, se você é escritor iniciante e ainda não tem domínio desse processo, o correto é que você contrate um agente para lhe ajudar nas ações burocráticas e com isso garantir que sua obra estará legalizada.

2 comentários sobre “O que é catalogação na fonte? Descubra sua importância

  1. Olá Anna. Agradecemos o seu comentário. Suas observações são muito pertinentes. Entretanto, seu ponto de vista está voltado aos grandes centros de nosso país e instituições federais, que dispõem de infraestrutura e recursos humanos qualificados. Porém, a realidade de nosso país é bem diferente em regiões afastadas desses centros. Às vezes, muitas bibliotecas não dispõem nem de internet. Nesses casos mais extremos, a ficha catalográfica se trata de uma oportunidade ao responsável pela biblioteca em organizar seu acervo de acordo com as normas da biblioteconomia vigentes. Afinal, os manuais utilizados pelos bibliotecários (AACR2, CDD, CDU) para realizar a catalogação de livros são raros e muito caros. Por esses motivos, ainda acreditamos que as fichas catalográficas são muito importantes em nosso país. Um forte abraço!

  2. Boa tarde,
    Entendo que a ficha catalográfica tinha sua importância, antes dos sistemas automatizados, porque facilitava o controle bibliográfico assim como a catalogação da obra. Porém, eu me questiono nos dias atuais a respeito da necessidade da catalogação na publicação, principalmente em trabalhos acadêmicos, tendo em vista os sistemas utilizados por boa parte das bibliotecas que permitem o compartilhamento de dados bibliográficos. Assim como a existência de redes de bibliotecas, do catálogo da Biblioteca Nacional, catálogo da Library of Congress, entre outras pelo mundo, que igualmente permitem a consulta e compartilhamentos de dados bibliográficos. Além disso, aumenta a cada dia o número de repositórios institucionais que disponibilizam para o mundo todo a produção acadêmica. Então pergunto: para que continuar elaborando ficha catalográfica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.