Registro

Tudo sobre ISBN: o que é ISBN e como comprar

ISBN COOL

Nesse artigo você aprenderá sobre a história do ISBN e apresentaremos os motivos de sua criação. Além disso, você conhecerá as entidades responsáveis pelo ISBN no Brasil e no mundo. Por fim, apresentaremos a estrutura de um número de ISBN e, o mais importante, lhe mostraremos como comprar o ISBN de sua publicação.

De acordo com a legislação vigente, o registro de ISBN, juntamente com a ficha catalográfica, é um dos elementos obrigatórios nas publicações brasileiras. A obtenção do registro de ISBN demanda tempo e paciência para quem não está familiarizado com os procedimentos da Agência Brasileira.

O que é o registro de ISBN?

O ISBN é um sistema padronizado que identifica numericamente os livros (e também softwares) de maneira a individualiza-los. Como você já deve supor, a partir de um registro de ISBN é possível identificar um livro quanto ao título, o autor, a editora, o país e a edição. Quando o registro de ISBN é atribuído para uma obra, o número fixado só se aplica àquele título e edição. O número atribuído não se repete jamais em outra obra em qualquer parte do mundo. O significado de ISBN é International Standard Book Number.

Devido ao crescente número de publicações impressas na década de 1960, percebeu-se a necessidade de um número padronizado que individualizasse cada obra perante as demais. Para solucionar essa questão, editores ingleses criaram o ISBN em 1967. Em pouco tempo, passou a ser amplamente utilizado no continente europeu e nos Estados Unidos.  Foi oficializado em 1972, como norma internacional pela International Organization for Standartization – ISO 2108 – 1972. Atualmente, o sistema se espalhou pelo mundo e agora existem mais de 160 agências regionais de registro, fornecendo códigos para mais de 200 países e territórios.

Uma grande vantagem de um sistema numérico padronizado é a quebra de barreiras linguísticas, facilitando a circulação e comercialização das obras internacionalmente. Além disso, um sistema versátil como esse facilita a troca de arquivos digitais e a recuperação e transmissão de dados em sistemas automatizados. Ele simplifica a busca e a atualização bibliográfica e colabora diretamente com a integração cultural entre os povos.

Quais entidades são responsáveis pelo ISBN?

O ISBN é gerido no âmbito mundial pela Agência Internacional do ISBN e no âmbito regional, pelas agências nacionais. No Brasil, a Agência Brasileira do ISBN é representada pela Câmara Brasileira do Livro.

A Agência Internacional faz parte da International Organization for Standardization (ISO). Resumidamente, o ISO é o órgão internacional que cria regras padronizadas nas mais variadas áreas do conhecimento.

A Agência Internacional atua globalmente para a criação de regras e regulação dos padrões do número de ISBN. Entre as funções da Agência Internacional destacam-se:

  • Definir as Agências Regionais
  • Atribuir prefixos e intervalos exclusivos de grupo
  • Garantir a isonomia mundial do sistema
  • Orientar as Agências Regionais.

O conselho da Agência Internacional se reúne duas vezes por ano para discutir as principais questões que afetam o sistema. São membros desse conselho representantes das Agências Regionais e outras entidades como a International Publishers Association, GS1, Cerlalc, European & International Booksellers Federation e a International Federation of Library Associations & Institutions.

A Agência Brasileira iniciou suas atividades no Brasil em 1978, sendo mantida pela Biblioteca Nacional por mais de 40 anos. Em março de 2020, a Agência Brasileira passou para o controle da Câmara Brasileira do Livro. São funções da Agência Brasileira e demais agências regionais:

  • Garantir, criar, gerenciar e manter os metadados em sua região;
  • Garantir o fornecimento constante dos registros de ISBN;
  • Corrigir os metadados incorretos imprecisos;
  • Disponibilizar os metadados para as outras agências regionais e usuários;
  • Promover, educar e treinar os profissionais do livro para a utilização do sistema localmente.

Como é composto o número de ISBN?

O número de ISBN funciona como um CPF para livros e outras publicações monográficas, como softwares e apostilas. Cada número é criado por meio de uma combinação de 13 dígitos que indicam o título, o autor, o país, a editora e a edição de uma obra.

Os três primeiros dígitos se trata do código Gtin e são determinados pelo GS1, entidade internacional que gerencia códigos de barras de todos produtos comercializados atualmente. No caso do livro, é usado o código 978. Logo após do código Gtin, entra o grupo registrante, que identifica o país, a região geográfica ou a área de idioma. O Brasil é identificado pelos códigos 85 e 65. Logo em seguida, há o elemento registrante que informa o editor do livro. O comprimento deste elemento varia de acordo com o número esperado de edições do editor e pode conter até 7 dígitos. Há ainda o número da publicação, que pode conter até 6 dígitos. E por último, o dígito de controle ou dígito verificador, ele garante que os números atribuídos sejam únicos e exclusivos em todo o mundo.

O que é o Código de barras?

O código de barras é uma representação gráfica do número ISBN. A decodificação dos dados é realizada por um leitor de código de barras comum (o mesmo encontrado em supermercados). Em outras palavras, o código de barras é criado a partir do número de ISBN atribuído a sua obra.

O código de barras é utilizado principalmente em publicações impressas. Eles são importantes para os sistemas de controle de estoque de livrarias e editoras. Portanto, se pretende vender seu livro fisicamente em livrarias do comércio varejista, o código de barras é obrigatório. Já para eBooks, apenas a representação numérica é suficiente.

Tudo sobre ISBN: Exemplo de um código de barras criado a partir de um ISBN
Exemplo de um código de barras

Como comprar o ISBN de meu livro?

Existem algumas possibilidades para você comprar seu ISBN. A primeira possibilidade é retirar o registro diretamente na Agência Brasileira do ISBN. Outra possibilidade, é retirar seu ISBN por meio de uma editora. Além disso, existem profissionais especializados que podem lhe oferecer um serviço rápido e sem dor de cabeça.

Para solicitar seu registro diretamente na Agência Brasileira, basta acessar o site da Câmara Brasileira do Livro e se cadastrar. Será necessário o preenchimento de seus dados pessoais e dados da sua empresa. Após realizado o cadastro, você terá acesso ao painel de serviços, onde poderá comprar seu ISBN.

Existem algumas editoras no mercado que vendem o ISBN a partir de seu prefixo editorial. Caso esteja direcionado a contratar um serviço desse segmento, é importante conhecer detalhadamente as condições do serviço oferecido.

Por fim, os profissionais especializados lhe oferecerão uma assessoria para a retirada de seu número de ISBN. Da mesma forma do exposto para as editora, deve-se atentar para as condições estabelecidas, principalmente, o prazo de entrega.

A eDOC BRASIL pode intermediar todo o  processo de obtenção de ISBN de sua publicação junto à Agência Brasileira. Oferecemos um atendimento diferenciado para autores independentes. Condições especiais para editoras, ONGs e outras empresas interessadas em retirar seu prefixo editorial. Fazemos toda a gestão de solicitações de registros de ISBN de sua empresa. Consulte nossos preços e demais condições para você comprar ISBN de sua publicação.

Agradecemos a sua leitura. Nos esforçaremos para manter esse post atualizado. Caso tenham alguma sugestão de atualizações, deixem seus comentários. E, caso precisem de nossos serviços de registro de ISBN, conte conosco!

6 comentários sobre “Tudo sobre ISBN: o que é ISBN e como comprar

  1. Sou um neófito como escritor. Estou em fase terminal de meu primeiro livro. Como proceder para registrar minha obra no ISBN? Sou pessoa física. Não possuo pessoa jurídica (Empresa com CNPJ). Se possível, favor responder para meu e-mail. Grato!

    1. Olá Jair. Agradecemos o seu comentário. O ISBN pode ser retirado no nome do autor sim. Quanto a isso, não tem muita burocracia. Entretanto, você deve ficar atento quanto aos direitos intelectuais do autor. Por ele ser padre, procure-saber se a arquidiocese (ou entidade correlata) tem algum direito em sua obra. Sugerimos a contratação de um especialista em direitos autorais. Um forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.