Mercado Editorial

O poder dos clássicos infantojuvenis na volta às aulas

Por Leonardo Neto.

Dos 20 títulos da categoria Ficção da Lista Nielsen PublishNews de janeiro, sete são clássicos muitas vezes adotados por escolas. Entre os autores, destacam-se Ana Maria Machado e Eva Furnari.

Volta às aulas representa também o reforço de livros infantojuvenis clássicos e paradidáticos nas listas dos mais vendidos. Uma prova disso pode ser vista na primeira Lista Nielsen PublishNews do ano. Nunca demais lembrar que ela apura os autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil. Eles vieram em peso. Dos 20 títulos da categoria Ficção, sete são grandes clássicos dessa categoria, com destaque para Menina bonita do laço de fita (Ática), de Ana Maria Machado; Felpo Filva (Moderna), de Eva Furnari; A droga da obediência (Moderna), de Pedro Bandeira; Marcelo, Marmelo, Martelo(Salamandra), de Ruth Rocha (na foto acima), e O menino do espelho (Record), de Fernando Sabino, este último marca a estreia do autor mineiro nas listas dos mais vendidos do PublishNews.

Ainda na Lista de Ficção, chama a atenção Ordem vermelha(Intrínseca), de Felipe Castilho (na foto ao lado). O título que abre a série-aposta da Intrínseca na área de fantasia, estreou na Nielsen PublishNews ocupando a disputada terceira posição, perdendo apenas para Augusto Cury, com O homem mais feliz da história (Sextante), em primeiro, e O homem mais inteligente da história (Sextante), em segundo.

Em Não Ficção, a liderança ficou com Crer ou não crer (Planeta), do padre Fábio de Melo e de Leandro Karnal. Felipe Neto (Coquetel / Ediouro) ficou na segunda posição e O poder da ação(Gente), de Paulo Vieira, na terceira.

O único estreante nessa categoria foi Como passar na OAB – 1ª fase (Foco), de Ana Paula Garcia e Arthur Trigueiros. A chegada desse título marca também a estreia da Editora Foco nas listas dos mais vendidos do PublishNews.

O Ranking das Editoras na Lista Nielsen PublishNews tem a liderança compartilhada entre Astral Cultural, Grupo Companhia das Letras, Santillana, Sextante e Somos Educação, cada uma delas com quatro títulos. Ediouro, Gente, Grupo Editorial Record, Planeta, Rocco e Vozes levaram a prata ao emplacaram dois títulos. Completam a lista, com um título cada: Autêntica, Buzz, Foco, HarperCollins Brasil, Intrínseca, LeYa, Melhoramentos e Vida e Consciência.

Fonte: Publish News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *