Mercado Editorial

Dono do ‘El País’ oferece a editora Santillana à Kroton

Por Beth Koike.

Com um endividamento bancário de cerca de € 1,6 bilhão, o grupo espanhol Prisa, dono do jornal “El País” e comandado por Juan Luis Cebrián, está vendendo seu principal negócio, a editora de livros Santillana Educación.

Já está procurando possíveis interessados no Brasil. Uma das companhias sondadas é a Kroton, maior grupo de ensino superior privado do país e que atua em educação básica por meio do sistema de ensino Pitágoras, apurou o Valor Econômico. A Kroton, segundo fontes, analisou o ativo, mas não fez nenhum tipo de proposta. A Santillana não é considerada uma prioridade neste momento para a companhia que, atualmente, tem em andamento uma fusão com a Estácio. Entre os motivos que levaram a Prisa a procurar a líder do setor de ensino superior é porque a Kroton já disse publicamente que tem interesse em investir em educação básica. E também porque, a longo prazo, um dos caminhos para a Kroton diversificar o negócio seria internacionalizar a operação. A Santillana está presente em cerca de 25 países – praticamente toda América Latina, Portugal e Espanha, mas apenas com educação básica e não ensino superior. O Brasil é o principal mercado para a Santillana. Nos nove primeiros meses deste ano, a receita da área de educação da Prisa foi de € 446 milhões, queda de 6% em relação ao mesmo período de 2015. No país, a Santillana é dona da editora de livros didáticos Moderna, uma das duas maiores do mercado nacional. A empresa também tem sistemas de ensino usados por alunos de colégios privados e públicos.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *