Blog

9 dicas para melhorar a primeira impressão e evitar as más práticas de networking

Por Letícia Abrantes.

Não importa qual é o tamanho da sua empresa, ter uma boa rede de contatos é fundamental para alcançar o sucesso: é por meio dela que você trocará experiências, descobrirá novas práticas profissionais e colaborará mutuamente.

Fazer networking é criar uma teia de conexões com pessoas que poderão ajudá-lo alcançar seus objetivos profissionais, seja por meio de ações ou pelo conhecimento.

De forma simples, pode-se dizer que quem possui uma boa rede de relacionamentos sempre terá para quem ligar quando precisar!

É por isso que as boas práticas de networking precisam estar na ponta da língua de todo empreendedor que queira alcançar o sucesso. Vamos conhecer algumas delas!

1. Tenha sempre seus cartões de visitas

A melhor maneira de passar seus contatos para alguém ainda é o bom e velho cartão de visitas. Primeiro porque ele é muito prático: você fornecerá uma gama de informações importantes (seu nome, sua empresa, site, telefone e email) de forma rápida.

Além disso, pode ser que você encontre num momento inesperado aquela pessoa que deseja conhecer há bastante tempo, e com o cartão de visita você estabelece um primeiro laço que poderá ser desenvolvido mais tarde.

Mas atenção! Simplesmente distribuir cartões é uma má prática de networking — é preciso cultivar relacionamentos de forma que seu cartão não fique no fundo da gaveta do seu interlocutor e vice-versa.

2. Conheça as pessoas pelo nome

Não há nada mais impactante para uma pessoa que ser tratada pelo nome. Embora muitas pessoas ainda considerem isso trivial, o poder de chamar alguém pela sua forma de batismo facilitará a comunicação e o relacionamento.

Cada um de nós gosta de ser tratado como uma pessoa única, e a melhor forma de termos esta percepção é quando somos tratados pelo nome. Isto causa a impressão de que somos importantes para o outro.

Se você quer evitar más práticas de networking, dedique uma parte do seu tempo para aprender o nome de cada pessoa que compõe sua rede de contatos. Vale a pena!

3. Aprenda a se expressar com clareza

Quem tem uma boa habilidade de comunicação sabe expressar suas ideias de forma clara, objetiva e com segurança. Para atingir este patamar é preciso ter força de vontade.

O primeiro passo é conhecer bem os assuntos dos quais você fala: isso lhe trará segurança numa conversa, o que por sua vez fará com que ela flua de forma mais agradável.

Dica importante: não negligencie a importância da linguagem corporal. A forma como você se movimenta enquanto fala, a postura, o olhar e o sorriso têm tanta importância quanto o que você verbaliza.

Se você acredita que tem dificuldades de comunicação interpessoal, experimente ler bastante sobre o assunto e fazer um bom curso nessa área.

4. Aprenda a ouvir

Dale Carnegie foi um guru das comunicações interpessoais. Escreveu, em 1937, o livro Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, que até hoje é um dos mais vendidos do mundo.Uma das suas dicas é justamente esta: ouça mais.

Durante uma conversa, ficamos tentados a falar de nós mesmos sem parar. Faz bem para o nosso ego, pois acreditamos que o outro está tão interessado na nossa pessoa quanto nós mesmos. Mas esta é uma das más práticas de networking.

O segredo para uma conversa agradável e impactante é saber ouvir o que o outro tem a dizer, com interesse genuíno. Ouça, faça perguntas, deixe que o outro fale sobre ele e você terá facilidade em construir uma sólida rede de contatos.

5. Não peça favores sem ter um vínculo forte

Seja sincero: qual seria a sua impressão sobre uma pessoa que acabou de te conhecer e já te pede favores? A enorme maioria das pessoas não lidará bem com isso e terá a péssima impressão de que esta pessoa é, no mínimo, chata.

A sua reputação é o seu bem mais importante, muito mais importante que qualquer favor que aquele recém-conhecido possa te fazer. Portanto, antes de pedir favores, certifique-se de já ter um relacionamento sólido com esta pessoa.

Está precisando muito de ajuda? As redes de networking são importantíssimas para esta finalidade, mas procure sempre alguém com quem você possui um vínculo forte.

6. Use a internet a seu favor

A internet possui várias ferramentas que facilitam as boas práticas de networking: o LinkedIn, por exemplo, é uma rede social que tem como objetivo de facilitar o contato entre profissionais e empreendedores.

Por meio da sua conta no LinkedIn não só é possível entrar em contato com novas pessoas, como descobrir uma série de informações úteis sobre elas: histórico profissional, habilidades e assuntos em comum, entre outras.

Outras ferramentas, como o Facebook, o WhatsApp e até mesmo o tradicional email ajudam a manter contato com sua rede, afinal, nem sempre é possível encontrar-se pessoalmente com todos.

7. Dê prioridade ao contato pessoal

Bom, nós acabamos de falar sobre as facilidades que a internet oferece para manter boas práticas de networking, mas nada substitui o contato humano, cara a cara com seu interlocutor.

Por mais que as redes sociais sejam ótimas ferramentas, conversar pessoalmente tem um poder enorme de estabelecer vínculos e criar intimidade.

Por outro lado, não fique esperando que as pessoas venham até você. Tenha iniciativa para chamá-las para tomar um café: assim você demonstra interesse e já começa o jogo com pontos a seu favor.

8. Saiba que quantidade não é tudo

Muitos empreendedores cometem um pecado mortal quando tentam criar uma rede de networking forte: procuram distribuir seus contatos para o maior número de pessoas possível, sem se preocupar em desenvolver vínculos.

No fim das contas, esta pessoa terá uma agenda cheia de números de telefone, mas dificilmente poderá pedir ajuda à alguém com naturalidade.

Como evitar isto? Valorize a qualidade em vez da quantidade. É melhor conhecer um número menor de pessoas com as quais você poderá contar (e vice-versa), em vez de conhecer dezenas de contatos sem desenvolver nenhum relacionamento.

9. Esteja aberto à sua rede de networking

Você jamais desenvolverá boas práticas de networking se ignorar essa dica. O networking é sempre uma via de mão dupla, ou seja, para ter uma rede de contatos sólida é importante estar disponível aos seus contatos.

Isto significa estar disposto a trocar ideias com outras pessoas, sair para tomar um café, ajudar aos seus contatos com seus conhecimentos e, sim, fazer favores.

Quando você tem uma atitude positiva perante as pessoas, elas certamente retribuirão.Quando alguém ligar para tomar um café, aceite! Quando outra pessoa ligar para pedir uma ajuda, tente ajudá-la.

Esta regra de ouro tornará sua rede de relacionamentos muito mais forte!

Bom, agora você já conhece essas 9 maneiras de evitar as más práticas de networking e está pronto para aplicá-las no dia a dia, certo? Então, para continuar sua jornada rumo ao sucesso, descubra estas 6 habilidades profissionais de um empreendedor de sucesso!

Fonte: Saia do Lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *